Com o início da internet, e principalmente das ferramentas de buscas, a otimização de sites (SEO), se tornou fundamental para qualquer empresa que desejava ser encontrada na internet. Em meio a uma quantidade enorme de sites e endereços diferentes, as ferramentas de busca foram a forma que os usuários tinham para encontrar as informações que queriam na internet.

Logo surgiu o conceito de SEO, ou otimização para sites de busca. Desenvolvedores, programadores, redatores, todos precisavam entender qual era a melhor forma de estruturar seus sites e conteúdos para conseguir o melhor posicionamento possível nos resultados de buscas. Diversas técnicas começaram a ser empregadas (algumas bem vistas pelos buscadores, outras que buscavam enganar seus crawlers, passíveis até de punição).

Com o tempo algumas técnicas se consolidaram, e outras simplesmente se mostraram pouco eficientes, (ou perderam eficácia com as constantes mudanças no algoritmo do Google). Entretanto a internet mudou bastante, amadureceu, e hoje existem outras formas para os usuários encontrarem conteúdos na internet. Hoje vou falar sobre três novas formas de otimização que devem crescer bastante nos próximos anos.

Otimização para loja de aplicativos

Uma das grandes ondas na internet hoje em dia são os aplicativos, especialmente para dispositivos móveis. De forma geral estes aplicativos são vendidos em lojas como a App Store ou o Android Market. Entretanto, quando você acessa estas lojas, você vê uma lista de aplicativos determinada por um algoritmo, e também tem uma opção de buscar pelos aplicativos.

Com o crescimento da oferta de aplicativos, cresce a necessidade de aparecer para estes usuários, tanto nas páginas iniciais, como nos resultados de buscas. Ainda não existe nenhum método ou técnica comprovadamente eficiente, mas alguns fatores são determinantes para esta boa exibição:

  • Número de downloads;
  • Retenção dos usuários (manutenção dos aplicativos por um longo tempo);
  • Avaliações e recomendações;
  • Conteúdo explicativo.

Além disso, algumas dúvidas ainda pairam no ar.

Será que links externos direcionando para o app ajudam no ranqueamento?

Será que um peso excessivo, ou uma taxa de rejeição muito grande atrapalham o posicionamento?

Otimização para o Google Shopping

Recentemente o Google trouxe para o Brasil o Google Shopping. O novo comparador de preços do Google é um buscador focado em produtos, onde os sites não precisam pagar absolutamente nada para serem exibidos (exceto nos espaços determinados para anúncios). Agora os sites de comércio eletrônico estão começando a pensar, pesquisar e testar as melhores técnicas para conseguir um bom ranqueamento no Google Shopping. Ainda não existem técnicas comprovadamente eficientes, mas você pode começar com os passos abaixo:

  • Boas recomendações do público;
  • Resultados marcados com o +1;
  • Proximidade;
  • Landing page otimizada, com clareza de informações, call to action, carregamento rápido, HTML bem estruturado, bom PageRank, conteúdo adequado, etc;
  • Além do conteúdo da própria landing page, também é importante prestar atenção nos conteúdos de descrição dos produtos no próprio buscador.

Otimização para o Facebook – PageRank

Eu já escrevi aqui no Blog sobre o EdgeRank e otimização para o Facebook. Basicamente o conceito entende que nem tudo que é publicado por todos os contatos de um usuário, ou por uma página que ele curte ira aparecer em seu feed de notícias. A questão então é: como fazer para as postagens da sua página aparecerem para o máximo possível de contatos. Bom, a palavra chave aqui é interação!

Basicamente são considerados três fatores na construção do EdgeRank:

Quantidade de interações – quantas vezes aquele contato interagiu com as publicações que você faz;

Peso das interações – comentários tem mais relevância do que curtidas, compartilhar uma foto conta mais do que simplesmente abrir e olhar;

Tempo – Com o tempo, o valor destas interações vai caindo, por isso é fundamental manter o seu usuário interagindo o tempo todo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre Flávio Luizetto

Sócio e Diretor de Operações da WebTraffic, certificado GAP (Google Advertising Professional), e certificado Google Partner. Especialista em internet, usabilidade, performance, ROI e Interação em Redes Sociais (SMM). Palestrante em diversos eventos como o Search Labs’10, a III Semana de Marketing da Faculdade Cásper Líbero, palestra sobre Redes Sociais para 300 franqueados do Rei do Mate e vencedor do Prêmio Rotary de Liderança Juvenil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.