Otimização de sites, ou SEO é um dos meus assuntos prediletos no marketing digital. Já falamos aqui sobre a importância do conteúdo, de um HTML adequado, da velocidade de carregamento da página, das URLs amigáveis, estratégias de links building, e alguns outros fatores que integram uma estratégia completa de SEO.

Bom, eu e muitos outros profissionais da área defendemos que o conteúdo é o principal fator em uma estratégia de otimização. É através das palavras que o compõe que o seu site é localizado nas buscas, e é a sua qualidade que traz, ou deixa de trazer bons links. Ao mesmo tempo, um dos principais motivos de baixo ranqueamento no Google é o conteúdo duplicado. Muitas pessoas, equivocadamente, se utilizam de conteúdos de outros sites na internet (que ironicamente são encontrados pelo próprio Google) para “rechear” o seu site.

Direitos autorais: punições legais ou punições pelo Google

Bom, nem vou entrar na questão legal que envolve os direitos autorais. Vou focar aqui na questão do SEO, e de como evitar cair nesta armadilha. A primeira coisa que você deve saber, é que o Google sempre vai dar preferencia para o primeiro a publicar aquele conteúdo (ou o primeiro que o seu robô achar). Caso o robô ache os dois ao mesmo tempo, o Google vai favorecer o site mais relevante. Por isso, nunca, jamais, em hipótese alguma, use o Ctrl + C / Ctrl + V para levar um conteúdo para seu site.

Seja original, pesquise diversas fontes, pegue uma opinião daqui, um comentário dali, um tempero de lá e misture tudo com o seu conhecimento e repertório, para criar do zero um texto 100% original (como este que você está lendo). É claro que nem todo mundo tem o tempo necessário para escrever. Ao contrário do que muitos pensam, este é um trabalho demorado, meticuloso, que envolve disciplina, concentração e tempo.

Fazendas de conteúdo: você será punido

E é justamente por este motivo que muitos aproveitam conteúdos de terceiros. Na maioria das vezes o que vemos são textos copiados, mas levemente modificados. O problema é que o Google é bem sofisticado para entender que longas sequencias de palavras repetidas só podem ter saído do mesmo texto. Alguns sinônimos também são entendidos como estratégias para enganar o buscador. Nestes casos, a principal punição será o baixo ranqueamento do seu site e a menos que o Google te entenda como uma “fazenda de conteúdo”, neste caso seu site pode até deixar de ser exibido.

Caso você precise urgente de conteúdo para o seu site ou blog, e esteja sem ideias, sem tempo, ou simplesmente não tenha nenhuma informação relevante para compartilhar com o mundo, existem algumas manhas para transformar um conteúdo de alguém em conteúdo original. A primeira coisa que você precisa fazer é de fato trazer algo novo ao texto. Se você não tem nenhuma informação ou dado, de uma opinião. Você pode citar no próprio texto qual o texto original, colocando “aspas” nas partes copiadas. Só com estes detalhes, você vai perceber que o seu texto não ficou nem um pouco parecido com o original.

Traduções: use com cautela

Outra ideia que funciona é traduzir conteúdo de sites e blogs gringos. Até onde eu sei, o Google não entende conteúdos traduzidos como conteúdo duplicado. Até porque é impossível traduzir qualquer texto literalmente, sem mudar nada. Por isso que os tradutores online não funcionam direito. O único cuidado que você deve ter aqui é que outra pessoa pode traduzir o mesmo conteúdo (ou pior, já ter traduzido antes). Por isso vale a pena dar uma pesquisada antes.

Continue seguindo nosso blog para mais conteúdo 100% original sobre marketing digital, SEO, links patrocinados, social media marketing e muito mais…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre WebTraffic

Somos uma Agência Digital Full Service com dez anos de atuação no mercado e pioneira em Marketing Digital no Brasil. Planejamos, implementamos e executamos ações completas para a internet com foco em performance e resultados. Links Patrocinados, Desenvolvimento Web, E-Mail Marketing entre outros.

Comentários

  1. Computerklaus disse:

    Pessoal,

    sou maluco por discussões sobre o Google e o fator conteúdo duplicado. Olha, só, há um mês, entrevistei o Eric Enge,m autor do LIvro “A Arte do SEO” e , nesse papo, falamos sobre um lance que rola com jornais e blogs bem relevantes. Eles não saem em primeiro nas SERPS, mesmo sendo donos do conteúdo. Um exemplo disso tá aqui: http://ckla.us/vyLaws – vão notar que um conteúdo original do NYT foi copiado e publicado em um site da Apple. Aí entra o que vocês mencionaram sobre relevância, mas esse “poder” poderia sobrescrever a autoria original? Acho, não, tenho certeza de que não pode, mas rola.
    Também acho que a punição de verdade não vem do G, mas do leitor – aquela sensação de já ter lido a mesma coisa over and over again. Chato demais. Já encontrei isso rolando com o blog do Celso Ming (estadão) e vários outros sites mega relevantes.
    Proponho uma solução. Abandonar a zona de conforto na hora de escrever, ir aonde ninguém foi. Se fizer isso, vejo que os plagiadores terão até vergonha de postar em seus sites. Não cabe, tem nada a ver. Sacam?

    Belissima discussão. Se quiserem ler a entrevista com o Enge, visitem computerklaus.com/entrevista-com-o-seo-eric-enge – não deixo em forma de link, porque não e ponto.

    abraços

    @Computerklaus

    • WebTraffic disse:

      Oi amigo,

      Concordo plenamente, inclusive eu já conhecia o seu site, e inclusive eu visito frequentemente. Uma outra ação interessante para garantir que o Google reconheça o seu conteúdo como original, é ter algum profile do Google, e referenciar o seu texto como de autoria daquele profile. Depois você entra no profile, e referencia de volta, como sendo autor do conteúdo. Se você fizer isso logo que publicar o conteúdo, vai ficar claro que os posteriores foram duplicados. Claro que isso está contando pouco para o ranqueamento, mas já é uma forma de garantir a autoria do texto. Enfim, muito obrigado pelo comentário, e fique a vontade para opinar aqui sempre.
      Abraços.

  2. Ótima dica amigo.
    No meu caso, eu não tenho muito tempo para ficar criando conteúdo e por isso tenho que pegar de outros sites.
    Uma pena, mas vou ter que achar uma solução para isto, pois não quero ser penalizado pelo Google.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.