GlossárioEste artigo servirá como uma espécie de Glossário ou um Checklist de itens que podem ajudar a melhorar o seu posicionamento no Google.

1- Keywords no nome do domínio.
Se possível, coloque sua principal keyword no nome do domínio ou adote um domínio que realmente te identifique, como o nome da Marca por exemplo.

2- Hifen em domínios ou não.
Em SEO parece não ter diferença na separação de palavras em domínios.

3- Sinônimos.
Ao escrever para seu site, é bom usar sinônimos como uma alternativa para as palavras-chave principais, o que torna a leitura do artigo mais interessante e menos cansativa.

4- Tags “Alt” para as imagens.
Certifique-se que as imagens possuam a tag “Alt” e a “Title” preenchidas de forma que definam/descrevam bem a imagem. É importante utilizar ambas pois o IE (Internet Explorer) e o Firefox reconhecem apenas uma, respectivamente.

5- Nome nas imagens.
Certifique-se que o nome das imagens sejam relevantes de acordo com as palavras-chave.

6- Page Rank do Google.Page Rank
O Google classifica as páginas de 0-10, sendo 10 o melhor. PR 3 ou 4 geralmente é bom para o marketing de um site. Este item é muito importante para o posicionamento e é calculado através de vários fatores, muitos deles, descritos neste post.

7- Alexa.com
Alexa é uma ferramenta para obter dados sobre o seu page rank, links de entrada e popularidade geral. Há também diversos complementos para o Firefox, por exemplo o SEOQuake.

8- Links quebrados.
Ninguém gosta de links quebrados, falta de imagens e etc. O Google entende isso e “penaliza” seu site. Utilize o LinkChecker, um complemento para o Firefox, para analisar o seu site. Evite erros 404.

Erro 4049- Site bem estruturado, com boa navegação.
Tudo o que torna seu site fácil de navegar para o ser humano em geral, também torna mais fácil para o Google para explorar e indexar o seu site. Consequentemente, melhor será o seu posicionamento.

10- Sitemap.xml
Um sitemap.xml (mapa do site) torna mais fácil para o Google navegar e indexar o seu site. Site maps são gerados por uma ferramenta automática, a www.xmlsitemaps.com. Utilize-o, gere o sitemap.xml e coloque na raiz do seu site.

11- Keyword Stuffing
É o nome de uma técnica SEO, porém é uma técnica BlackHat. Ela consiste basicamente em “socar” uma quantidade imensa de keywords repetidas dentro de uma página, visando apenas melhorar o posicionamento. Entretanto o Google pode decidir que seu site é SPAM e rebaixá-lo nas buscas.

12- Atributo “nofollow” para links.
Este é utilizado nos sites e blogs para reduzir/anular a importância dada aos links que recebem o atributo rel=”nofollow”.

13- MetaTitle e MetaDescription
Estas tags são muito importantes, pois definem o nome e a descrição do conteúdo que aparece nas páginas de pesquisa, veja o exemplo abaixo:

webtraffic - Pesquisa Google

webtraffic - Pesquisa Google

14- Breadcumbs.
As migalhas de pão são uma ferramenta de navegação que permite ao usuário ver onde a página atual está em relação à hierarquia do site. É muito bom para pessoas que visitam seu site, eles sempre sabem onde estão, também são brilhante para SEO. Veja o exemplo abaixo:

Breadcrumbs15- Adicionar novo conteúdo regularmente.
Quem gosta de um site abandonado sem novidades? Assim como o usuário, o Google também é sedento por novidades e atualizações. Seu site não comporta novos conteúdos? Crie um blog dentro do seu domínio.

16- CSS
Ponha seu estilo CSS em arquivos externos. Isso reduz a desordem em sua página e facilita a vida dos Search Engine Robots que leêm seu site, sem contar que melhora a velocidade de carregamento e leitura da sua página.

17- Robot.txt
Um pequeno arquivo no seu diretório home, que conta aos motores de busca o que não é pra ser indexado. Através dele você pode indicar para os Crawlers que a página XPTO não é para ser indexada (aparecer nas pesquisas).

18- Backlinks
São os links externos que apontam para o seu site. Ter alta quantidade de Backlinks de boa qualidade apontando para o seu site é um ótimo passo para um posicionamento efetivo.

19- Keyword Density/Saturation
Este é o número de vezes que suas frases-chave (ou palavras-chave) mais importantes são repetidas em uma única página, ajudando a indicar que a palavra-chave é o “foco” da página. A maioria dos webmasters tem o objetivo de obter uma taxa de 3% a 7% de saturação para suas palavras-chave mais valorizadas ou sequências de palavras-chave. Os motores de busca podem penalizar saturação acima desses níveis, não arrisque.

20- Canonical URL
Não, não, não, o endereço http://exemplo.com.br não é o mesmo que http://www.exemplo.com.br

Não são todas nem estão perto de ser, mas seguindo essas dicas, você estará no caminho de um site bem posicionado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre Renato Fernandes

Renato Fernandes é Sócio Diretor da área de Infraestrutura e Suporte da WebTraffic. Possui mais de dez anos de experiência em Infraestrutura e Suporte, e hoje é especializado nas áreas de Virtualização e Computação em Nuvem. Entusiasta e grande admirador da área de Tecnologia da Informação, direciona todos os esforços para que projetos e ações sejam executadas e mantidas com base na perspectiva da Segurança da Informação, dada a sua importância no mercado corporativo atual. Renato é membro das associações ISSA e OWASP, e da comunidade Xen-BR.

Comentários

  1. katia juca disse:

    SEO e muito complexo. great tips! :)

  2. Parabéns pela objetividade e clareza do artigo!
    Um abraço!

  3. Flavio Luizetto disse:

    Muito interessante o seu artigo Marcelo… Parabens!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.