O site Mashable.com publicou três dicas básicas, mas interessantes para desenvolvedores de sites que estão iniciando agora. O fato é que a maioria dos programadores se esquecem que 99.9% da população não quer saber como um botão, uma imagem ou um texto aparecem na tela. Eles só querem que seja rápido, fácil e que funcione sempre. Veja três erros comuns que podem ser facilmente evitados:

1. Não se esqueça do convencional

Desde o começo da internet, os usuários foram treinados a interagir com os websites. Entretanto muitas vezes eles ficam frustrados com sites que não alcançam suas expectativas, por exemplo:

Quando eles passam o mouse sobre um objeto que eles imaginam que seja clicável, mas a imagem do cursos continua sendo uma flecha, ao invés da tradicional “mãozinha”.

Quando eles clicam em um texto azul, sublinhado, e descobrem que não é um link.

Quando clicam no logo no canto superior esquerdo da página, e não são direcionados para a home daquele site.

2. Crie sites rápidos no carregamento

Pesquisas mostram que entre 3 e 5 segundos é o tempo máximo de espera dos usuários para acessar um site. Uma boa dica aqui é redimensionar as imagens fora do browser. Use um editor como o Photoshop, por exemplo. Com isso, seu site não vai perder um tempo precioso carregando a imagem no tamanho original, para depois redimensionar no tamanho que será exibida.

Você também pode carregar o Java Script no Footer. Colocar tudo no header pode atrasar o carregamento do restante da página. Exceto para aqueles scripts essenciais para a navegação, o restante pode ser colocado no Footer mesmo. Você pode usar este código para isso:

Rest of the page%u2026
<script type=%u201Dtext/javascript%u201D src=%u201Djs/scripts.js%u201D></script>
</body>
</html>

Outra dica é carregar o CSS externamente. O ideal é nunca usar o CSS na mesma página que segura o seu HTML. Você pode usar o seguinte código para isso:

<link rel="stylesheet" type="text/css" href=%u201Dcss/style.css" />

3.    Planeje para mudanças no back end

Muitos programadores caem no erro de pensar apenas no conteúdo que será exibido no lançamento do site, e esquecem de planejar mudanças futuras, especialmente quando trabalham com plataformas como o WordPress, por exemplo. Muitas vezes o programador só cria os estilos do CSS para as headings 1, 2 e 3. Entretanto se em alguns meses a empresa decidir incluir algum conteúdo na heading 6, ela será exibida no formato default. Siga a estrutura abaixo para evitar cair neste erro:

  • Body (<body>)
  • Heading 1, 2, 3, 4, 5, 6 (<h1>, <h2>, <h3>, <h4>, <h5>, <h6>)
  • Link (<a>)
  • Paragraph (<p>)
  • Address (<address>)
  • Preformatted (<pre>)
  • Strong (<strong>)
  • Unordered list (<ul>)
  • Ordered list (<ol>)
  • Quotes (<blockquote>)

Para ver mais dicas sobre SEO, criação de sites e desenvolvimento de aplicativos, continue seguindo o blog da WT

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre WebTraffic

Somos uma Agência Digital Full Service com dez anos de atuação no mercado e pioneira em Marketing Digital no Brasil. Planejamos, implementamos e executamos ações completas para a internet com foco em performance e resultados. Links Patrocinados, Desenvolvimento Web, E-Mail Marketing entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.