1. O fator humano do Panda

O novo algoritmo do Google leva muito em conta o comportamento do usuário. Ou seja, além de ter conteúdo original, ele precisa ser bom. Dados como taxa de rejeição, tempo de navegação e a diversidade das origens de tráfego são cada vez mais importantes para um bom ranqueamento. Uma boa forma de conseguir isso em um e-commerce é promovendo a interação no site, como avaliações de produtos, fotos, vídeos, etc.

2. Controle o conteúdo duplicado

O conteúdo duplicado é um grande desafio para sites de comércio eletrônico. Para minimizar isso você pode usar tags canônicas em seus links, submeter sua URL ao Google e revisar o seu conteúdo e suas URLs constantemente.

3. Foco nos produtos que vendem

Normalmente a maior parcela da receita de um site vem de alguns poucos produtos. Mantenha o foco em divulgar estes produtos, e procure mantê-los sempre na homepage, com links para suas páginas.

4. Qualidade sobre quantidade

Ao invés de otimizar o seu site para o máximo de pessoas possível, pense em atrair aquelas pessoas que de fato vão realizar uma compra. A palavra “chuteira”, por exemplo, pode trazer um bom tráfego para o seu site, mas usando o termo “chuteira Nike total 90” você tem uma chance muito maior de realizar uma venda.

5. Use ao máximo os recursos do AdWords

Estudos mostram que a grande maioria dos anunciantes no AdWords não usa adequadamente todos os recursos que a ferramenta oferece, e muitos usam apenas o básico. Isso traz uma enorme vantagem competitiva para aqueles anunciantes que exploram os recursos e detalhes do AdWords, para conseguir tráfego qualificado com um baixo custo.

6. Diversifique no conteúdo

Apesar de todas as mudanças, o conteúdo ainda é o responsável por determinar o ranqueamento e o tráfego de um site. Procure explorar ao máximo todas as variedades de conteúdo, como vídeos, textos, imagens, gráficos, etc.

7. Use os produtos do Google

Se no Google é onde você quer aparecer, use ao máximo os produtos do buscador. Cadastre seus produtos na Central de Comerciante do Google, e use o Google Shopping. Otimize suas campanhas de AdWords com o G+, suba vídeos no YouTube, e explore ao máximo os recursos que forem interessantes para o seu negócio.

8. Seja social

As redes sociais já fazem parte da vida da maioria dos consumidores, e se você deseja ter sucesso na internet é fundamental marcar presença. Hoje o Facebook permite até montar uma loja e o G+ pode ajudar consideravelmente o seu ranqueamento e as suas campanhas.

9. Use o Google Places

Se a sua loja existe também fisicamente, use a internet para ajudar os seus clientes a encontrarem o seu endereço. Cadastrando-se no Google Places você poderá exibir anúncios no Google Maps, e usar extensões de endereço em suas campanhas de AdWords.

10. Não fique só no Google

Apesar de ser uma ótima ferramenta tanto para buscas como para marketing, o Google pode mudar seus resultados a qualquer momento, por isso é sempre ideal ter investimentos equilibrados, e manter a sua empresa viva em outras plataformas de comunicação, para minimizar os riscos e conseguir os melhores resultados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre WebTraffic

Somos uma Agência Digital Full Service com dez anos de atuação no mercado e pioneira em Marketing Digital no Brasil. Planejamos, implementamos e executamos ações completas para a internet com foco em performance e resultados. Links Patrocinados, Desenvolvimento Web, E-Mail Marketing entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.